PROSOPOPÉIA

 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Wednesday, February 27, 2002

 
Prosopopéia também é cultura: algumas pérolas do mundo futebolístico

"A BOLA IA INDO, INDO, INDO... E IU !!!" (Paulo Nunes, comentando um gol que
marcou quando jogava no Palmeiras)

"TENHO O MAIOR ORGULHO DE JOGAR NA TERRA ONDE CRISTO NASCEU" (Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para disputar
uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72)

"NEM QUE EU TIVESSE DOIS PULMÕES EU ALCANÇAVA ESSA BOLA" (Bradock, amigo de
Romário, reclamando de um passe longo)

"NO MÉXICO QUE É BOM. LÁ, A GENTE RECEBE SEMANALMENTE DE 15 EM 15 DIAS"
(Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos)

"QUANDO O JOGO ESTÁ A MIL, MINHA NAFTALINA SOBE" (Jardel, ex-atacante do
Vasco, Grêmio e da Seleção, hoje no Porto de Portugal)

"CLÁSSICO É CLÁSSICO E VICE-VERSA" (Jardel)

"O MEU CLUBE ESTAVA À BEIRA DO PRECIPÍCIO, MAS TOMOU A DECISÃO CORRETA: DEU
UM PASSO À FRENTE" (João Pinto, jogador do Benfica de Portugal)

"A MOTO EU VOU VENDER E O RÁDIO EU VOU DAR PARA MINHA AVÓ" (Biro Biro,
ex-jogador do Corinthians, ao responder a um repórter o que iria fazer com o
"Motoradio" que ganhou como melhor jogador da partida)

"EU DISCONCORDO COM O QUE VOCÊ DISSE" (Vladimir, ex-meia do Corinthians, em
uma entrevista à Rádio Record)

"NA BAHIA É TODO MUNDO MUITO SIMPÁTICO. É UM POVO MUITO HOSPITALAR" (Zanata,
baiano, ex-lateral do Fluminense, ao comentar sobre a hospitalidade do povo
baiano)

"JOGADOR TEM QUE SER COMPLETO COMO O PATO, QUE É UM BICHO AQUÁTICO E
GRAMÁTICO" (Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians)

"O DIFÍCIL, COMO VOCÊS SABEM, NÃO É FÁCIL" (Vicente Matheus)

"HAJA O QUE HAJAR, O CORINTHIANS VAI SER CAMPEÃO" (Vicente Matheus)




Tuesday, February 26, 2002

 
I'm back!
Continuando a analisar...
Alfredinho, extremamente comunicativo, capaz de estabelecer todo tipo de contato e passear facilmente por todo tipo de assunto, saindo de técnicas para tocar triângulo, passando por política nacional até chegar às dicas dos melhores cremes para cabelos cacheados. Em suma, é uma pessoa versátil, alegre e de fácil convivência.
Já que toquei de leve no ponto triângulo, devo lembrar que esse foi o instrumento que mais marcou a viagem, junto com o pandeiro, é claro. Era tocado durante todo o tempo de permanência na casa, na maioria das vezes pelas mãos do Cacá, que se revezava entre esse ofício e o de ser o líder oficial nas idas ao supermercado. Sem esquecer que todo tipo de CD ouvido pelos participantes (desde Iron Maiden até Mamonas Assassinas), pedia o acompanhamento do bendito triângulo.
Podemos dizer que o post de hoje é dedicado às pessoas mais reservadas da casa, o que é o caso do Pedro. Ele viveu o carnaval mais autista de sua vida, permaneceu a maior parte do tempo isolado com Frodo, Bilbo, Gandalf, elfos, dwains, e outros seres mágicos. Ele e seu livro "Senhor dos anéis" (obra completa em inglês) estreitaram profundamente as relações em Diamantina.
Na onda literária também estava o Binho, que aproveitou as festas carnavalescas para fazer uma devassa na vida de ACM, o eterno senadorzinho baiano de quinta. Ele passou altas horas devorando um singelo livrinho de umas 500 páginas, que passeava pela casa e era folheado por todos os integrantes (ninguém se arriscava à uma leitura mais afundo). Se depender deste, ACM e sua vida devassa que se cuidem.
Tá então...depois tem mais.
!!KISSES!!

Monday, February 25, 2002

 
Frase do mês: "Como eu me arrependo de não ter ido pra Diamantina...", Paulo Gontijo Olinto Ramos.
E aí, gente! Agora nosso blog conta com mais um reforço feminino. Depois do Bambi é a vez de Thais dar o ar de sua graça neste democrático espaço. À propósito, ela já começou tecendo comentários a respeito dos integrantes da Casa dos Altistas (ver a seguir). Vê lá o que você dirá a meu respeito, hein menina?! Qualquer coisa eu cancelo seu acesso ao blog...

Zuzu e a sina de dar toco
Seja homem, seja mulher a história se repete. Desta vez nosso Mestre deu toco em um rapaz muito assanhado que lhe abordou durante a folia de Diamantina.
- Você é muito lindo! - exclamou o chôla ao Zuzu.
- Po mermão, valeu mas meu negócio é outro! - respondeu nosso amigo.
Sério, gente... Só mesmo com o Paulinho acontece uma coisa dessas né não?! Agora, esse cara deve ser no mínimo cego...

 
A minha análise agora...
Eu achei o Ponza uma pessoa singular! Empolgadérrimo lavando louças de manhã *uhu*
Também acho que ele deveria ter um blog singular como ele.
Bernardo era o mais centrado de todos. Nunca mais vou esquecer a cena dele, lendo seu livrinho básico de Pós-liberalismo ou algo do tipo, com a postura ereta, concentradíssimo e nunca alterando o tom da voz ao responder às provocações.
OPaulinho é sério, só responde o que tem que responder, se tivesse que escolher alguém para dar o título de From hell oficial, com certeza seria ele. Não estou dizendo que ele é ruim, pelo contrário, mas acho que ficaria com medo se ele resolvesse brigar gritantemente comigo. Death metal é meio a cara dele.
O Thiago me pareceu o mais normal, sempre falando coisas com bom nível de sensatez, considerando a alteração carnavalesca da nação. Isso excluindo-se a sua paixão desenfreada pelo ato de zoar o Ponza, algo sem limite, que parecia não caber mais dentro dele, chegando ao ponto de induzir os outros participantes a elaborarem, em um mísero pedaço de papel de farmácia, uma memorável lista de apelidos para o mais oriental de todos.
**Por hoje é só, voltarei com a análise dos outros ainda essa semana, mas não se ofendam, adoro estudar personalidades.**
Kisses


Friday, February 22, 2002

 
trim trim testing
 
Oieeeeeee eu sou a Thaís la la la
Coloquei os links para abrirem em janelas diferentes, quando tiver paciência coloco um sistema básico de comentários aqui!
Se clicar no meu nome você vai para o meu blog!
Kisses
***hate me everyday***

Thursday, February 21, 2002

 
Fala macacada!!
Curada a ressaca do Carnaval, eis nóis aqui "travez"! E com muitas novidades! Sobre a viagem é dificil escrever. Não há palavras para descrever a magia de ter ficado na Casa dos Altistas. Só quem esteve lá sabe. Mas como o Paulão não foi, contarei alguns casos:

� Disseram que eu chamei por um tal de "Anselmo" durante uma noite(?) de sono. Juro que não conheço ninguém com esse nome.

� Viagem de volta. Ponza dorme. De repente o lindão dá um grito, ainda de olhos fechados:
- Haaaaaaaaaa!!!!!!
Explicou que estava sonhando: estudava e não entendia nada da matéria... Ainda bem que isso só ocorre em sonho, né?!

� Já que o assunto é Ponza, eis sua lista de apelidos consagrada na viagem: Zapon, Ponzet, Nipônico, Nipo, Sri Lanko, Siri, Ponzinha, Jaspion, Japão, Oriental, Mosquinha, Garfinho, Magnata, Frodo Bolseiro, Badé... Quem lembrar o resto por favor entre em contato.

� Músicas mais tocadas na Casa dos Altistas:
- Man on the edge
- Mustafá
- Aces High
- Bebel
- The Clairvoyant
- Qualquer uma do Funk Fuckers
- Qualquer uma dos Mamonas









Tuesday, February 05, 2002

 
Hoje é o dia do Dactiloscopista!!
Se você é um, meus parabéns! Se você nem sabe o que faz um dactiloscopista, o Prosopopéia te informa: trata-se de quem trabalha com o sistema de identificação por meio de impressões digitais.

Bernardo, meu filho... você está bem?
O blog do Bê sempre foi um dos mais atualizados da galera. Mas de uns tempos pra cá - leia-se desde que o cara rachou a cabeça - nosso Bahia não escreve nada. Acho que o acidente afetou a integridade mental do garotão. Avante, zagueirão. Queremos ler as bobagens que saem dessa sua cabeça que, agora parece não funcionar muito bem.

Com vocês, o "Dicionário da Galerinha"!
O povo pediu, o Prosopopéia atendeu!

�Badé- Gíria nipônica. É o mesmo que "mané" e "cara".
�Garotão - Expressão criada pelo Falina, logo foi adotada por toda a galera.
�Vai pá porra - Muito utilizada quando o Mestre Zuza está nervosinho.
�Num fode - Mais uma marca registrada do nosso Mestre.

Aguadem mais vocábulos...

Monday, February 04, 2002

 
Valeu primo do Paulo!!!
O abraço especial de hoje vai para o famoso "primo do Paulão", ou se você preferir, João Paulo Selmi-Dei Gontijo Campos Cortês de Noronha Vasconcelos Porto. Se não fosse o parceiro de BH correríamos sério risco de passar o carnaval na rodoviária da capital mineira... É, galera... tamo devendo umas cervas pro JP.

Enquanto uns ajudam, outros atrapalham - e muito!! Tem gente que acha que passagem de ônibus pro carnaval nasce em árvore. Não movem uma palha... Nem preciso dar nome(s) ao(s) boi(s). Parabéns fofões.